Escolha o Seu Desafio

Eu fiz um vídeo para o meu canal recentemente falando do processo de autoconhecimento e de como diversas vezes as pessoas se deparam com esse caminho catando cavaco, mesmo que diversas oportunidades de se entregar voluntariamente a esse caminho tenham aparecido anteriormente.

ūüé• Explorando o Caminho do AUTOCONHECIMENTO: Voluntariamente ou Catando Cavaco?

O caminho do autoconhecimento, como v√°rios outros, n√£o √© s√≥ paisagens e estrada asfaltada. Inclui perrengue e inc√īmodo e n√£o tem como fugir disso.

Desde que voc√™ entrou neste lado da vida, sua experi√™ncia est√° permeada pelo bom, pelo ruim e por tudo que transita entre essas duas coisas (porque a vida √© mais complexa do que o 8 e 80 que a gente se acostumou a ver nos √ļltimos anos).

Uma escolha consciente

Dificilmente as pessoas conseguem fazer a escolha consciente de come√ßar a se conhecerem voluntariamente. √Č normal desviar para esse caminho no meio de um trope√ßo ou outro em que a gente quase beijou o ch√£o.

Na grande maioria das vezes as pessoas vão fazer o que elas precisam quando não restar nenhuma outra opção. Quando o ato de adiar uma decisão importante aconteceu tantas vezes que a vida perdeu a paciência e colocou diante delas o desafio que elas tanto evitaram.

Quando isso acontece, não tem como fugir da situação, mas o ser humano é criativo e sempre consegue inventar mecanismos para fugir do que dói, do que incomoda e do que é preciso encarar para que mais na frente não seja necessário refazer o teste para ter certeza de que a lição foi aprendida.

Livre arbítrio?

O título deste texto pode dar a entender que arbítrio é uma coisa livre.

Eu, particularmente, n√£o acredito inteiramente nesse conceito porque existem muitas coisas que guiam as nossas decis√Ķes e sobre as quais √© imposs√≠vel estarmos totalmente conscientes.

Eu acredito que há sim um arbítrio, mas acredito que ele é limitado ao que você aprendeu ou foi exposta nesta e em outras vidas.

Você dificilmente será capaz de escolher algo que não sabe que existe, que não furou a bolha da sua experiência de vida.

Escolha o seu desafio

Levando isso em conta, quando eu digo ‚Äúescolha o seu desafio‚ÄĚ, eu quero que voc√™ pense em todas as coisas que voc√™ escolheu (porque p√īde) para a sua vida e considere tudo o que vem junto disso.

Toda a glória e toda a desonra, tudo de positivo e negativo, tudo de maravilhoso e horroroso (e todas as coisas que transitam entre os polos).

Pense nos desafios possíveis dos quais você escapou e que pertenciam a caminhos dos quais você desviou corajosamente.

Não é possível viver o raiar do dia sem enfrentar a escuridão da noite. Mas já que você precisa lidar com as intempéries da vida e do desenrolar das coisas, que seja fazendo alguma coisa que você escolheu.

O desafio sempre vai estar presente, mas é muito melhor vencer um desafio que te leve para um lugar desejado do que lutar por uma causa que não te diz nada.

Escolher o seu desafio é escolher pelo que vale a pena viver os seus dias de luta.


Deixe o seu coment√°rio

Publicado por

Elisa Alecrin

Provocando a realidade de dentro para fora e documentando o processo.

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *